Financiamento para carros: como funciona e quais são as opções

O processo de compra de um automóvel envolve varias escolhas que o cliente deve estar atento. Marca, modelo, cor, ano, motor, quilometragem, se ele será novo ou usado… Todas essas variáveis fazem parte das possibilidades do mercado automotivo. O detalhe? Muitas vezes, a principal decisão que o cliente tem que tomar é quando está frente a frente com o vendedor. A forma de pagamento. Várias opções são apresentadas e muitas pessoas optam pelo financiamento do carro.

 

Por isso decidimos escrever um breve texto para explicar melhor como funciona essa modalidade de pagamento. O pagamento financiado, possibilita que o consumidor pague o veiculo em parcelas, ou seja, em uma serie de pequenos pagamentos menores do que o valor total e que no final completam o valor acordado.  Atualmente, os financiamentos são feitos por diferentes bancos privados e públicos, através do CDC (Crêdito Direto ao Consumidor).

 

Geralmente, as lojas atuam em parceria com os bancos, que determinam os valores financiados e as prestações de acordo com o salário do comprador. O valor das prestações – e dos juros -, é alterado de acordo com o período de financiamento e o montante pago a vista(o valor de entrada) no ato da compra do veículo. Quanto maior o valor entregue a vista, menor serão as prestações e consequentemente os juros.

 

Crêdito Direto ao Consumidor (CDC)

 

Nesse modelo, o comprador faz um empréstimo com o banco de preferência para comprar o automóvel. O veículo se torna posse do cliente, mas impossibilita a negociação do carro até que todas prestações sejam pagas. Vale destacar que as prestações são definidas previamente e não sofrem alteração nenhuma no período.

 

Não é necessária a intermediação de uma loja com um banco para saber as condições de financiamento. Basta fazer o contato direto com o banco.

 

Leasing

 

Essa outra forma de financiamento opera de forma similar ao funcionamento de uma locadora de automóveis. No Leasing, o consumidor só vai se tornar dono do carro quando todas parcelas forem quitadas. Enquanto isso não acontecer, o carro fica no nome da empresa de leasing e o cliente paga somente o aluguel do carro.

 

Consórcio

 

Aqui, o cliente entra em um grupo formado por outros compradores, organizado e administrado por uma empresa de consórcio. O  consumidor paga as prestações mensalmente, mas o carro só lhe é entregue quando for sorteado – uma pessoa é sorteada por mês. Quem quiser receber o carro de forma mais rápida, pode oferecer um lance, ou seja, adiantar as parcelas restantes. O consorciado que apresentar o maior valor, vence o lance.

 

Diferentemente do CDC e do Leasing, durante o período de pagamento, as prestações sofrem alterações no valor, em função da variação do preço do automóvel comprado.

 

E, ai? Já sabe qual opção funciona melhor pra você? Não se esqueça que somos especialistas em carros. Qualquer coisa, entra no nosso Concierge que te ajudamos na compra do seu carro ideal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *